segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

QUEM TEM MEDO DE RADAR?

Meus amigos e minhas amigas, eis uma pergunta que não quer calar, quem tem medo de radar?
Pode parecer estranho, mas tem muita gente preocupada com os radares que estão sendo espalhados pela cidade. Porém, a lógica nos remete a afirmação de que quem anda corretamente e respeita as leis de trânsito não deveria ter qualquer receio com radares, correto? 
Independentemente de onde estejam as "temidas" máquinas, se você respeita os limites de velocidade, se você não passa quando o semáforo está vermelho, se você dá seta e respeita a faixa de pedestre, o radar jamais irá "pegar" você. Então qual a razão de tais burburinhos de revolta quanto á instalação deles?
Devemos deixar claro que o uso de radar não é "indústria de multa", pois, a instalação deles é uma forma de proteger a população de motoristas imprudentes, inábeis ou irresponsáveis, que põem a vida de milhares de pessoas em risco todos os dias, esses sim devem temer os radares, pois com eles, os radares, seus atos terão consequências. 
Se você não respeita a lei por seu próprio caráter e moral, deverá fazê-lo sob a ameaça real de doer-lhe o bolso, pois qualquer um que seja contra a instalação dos radares deve repensar seu próprio comportamento ao volante e começar a mudá-los, querendo ou não, sendo assim, os radares podem trazer muitos benefícios para toda a cidade.
O X da questão é que alguns insistem em atribuir sua culpa à conta alheia e jogar suas irresponsabilidades a quem tenta corrigir e fazer nossa convivência mais segura e harmoniosa, desviando o foco central à questões secundárias de custos de implantação do sistema, mas, quanto vale uma vida que será salva pelo medo da multa do radar? Quanto, você que critica, acredita que vale a saúde física de seus filhos pedestres que poderão estar protegidos de motoristas armados com seus carros e desprovidos de responsabilidade? Pense nisso e veja se há algum fundamento em sua revolta.