quarta-feira, 14 de maio de 2014

CHORE, VOCÊ ESTÁ SENDO MANIPULADO!


Meus amigos e minhas amigas, o título desse texto é uma alusão à frase comum em locais onde há sistema de monitoramento de câmeras que alertam quanto ao fato de que tudo o que você estiver fazendo está sendo acompanhado minuciosamente por outras pessoas.
O motivo de usar essa referência é que na maioria das vezes há pessoas com interesses pessoais horríveis ocultos covardemente por trás da beleza das bandeiras das lutas abraçadas pelo povo, ou por uma categoria específica.
Eu trabalho há doze anos como assessor de imprensa de entidades sindicais e por isso conheço bem as formas e os métodos utilizados para se manipular uma determinada categoria para que seus líderes consigam alcançar seus objetivos pessoais. Eu vi líderes de lutas de classe, líderes de categorias e carregadores de bandeiras serem eleitos vereadores, prefeitos deputados e até presidentes da república, utilizando simplesmente a habilidade de manipular os desejos e necessidades da massa reunida em torno de uma luta paliativa e vazia na sua essência.
Não, antes que cacarejem, eu digo que não sou contra a luta de nenhuma categoria, muito menos sou contra a luta dos professores, só não acredito na hombridade e lisura de seus líderes, pois sei que há as galinhas que fazem o barulho, mas quem comanda são aves de maior porte, como tucanos e urubus.
Infelizmente, a luta de uma das mais nobres categorias do município está sendo usada como arma de ataque político, pois a luta de uma categoria é feita com uma pauta de reivindicações clara, com uma agenda de reuniões, com negociação e assembleias com listas de presenças e sempre com o aval da entidade sindical que a represente legalmente e não sob a tutela de vereadores, vices e outros afins.
Não se faz passeatas, dia de luta ou até greve sem que haja uma resposta negativa definitiva por parte do outro lado da negociação, nesse caso a prefeitura, só se faz essas ações antes de se negociar quando o objetivo não é conseguir o aumento pleiteado pelos professores e sim agredir o governo e torcer para que ele não resolva a questão, afinal, o objetivo de tucanos e urubus é comer carniça e não ter uma educação melhor no município.
O grande X dessa questão é que uma categoria tem que se mobilizar e lutar por conta própria, com interesses coletivos e não se sujeitar ou admitir ser usada politicamente por pessoas que não têm o menor interesse no seu bem estar.