terça-feira, 3 de junho de 2014

NÃO AO ÓDIO NAS REDES SOCIAIS!


Meus amigos e minhas amigas, a partir do momento que alguém publica algo nas redes sociais estará, querendo ou não, deixando a sua opinião e permitindo assim a abertura de um debate (sic!) sobre ela. Portanto quando lemos o quê alguns “cidadãos” publicam em grupinhos na internet é muito fácil perceber sua tentativa covarde de disseminação do ódio contra a atual administração.
O que vimos nessas postagens, na maioria das vezes, é uma demonstração de ódio desmedido, de uma mágoa profunda, de uma ira sem limites que nos parece dizer “quem mandou você tirar o que era meu, filho da p...?”.
São postagens que apresentam uma questão sob um ângulo distorcido, atribuindo culpa, e muitas vezes, dolo, ao prefeito e sua equipe, tudo em nome do ódio. Porém, esses mesmos cidadãos ignoram que a maioria dessas culpas deveria ser creditada às ações realizadas ou não realizadas em um passado recente e que nesse passado recente eram seus patrocinadores que assinavam os cheques.
Essas pessoas conseguem expressar através de postagens recheadas de palavrões e xingamentos todo a ira que lhes consome a alma e o grande x dessa questão seria, é realmente necessário odiar alguém por apenas e tão somente uma discordância político-ideológica?
Não! Ninguém odiaria ninguém que tivesse apenas diferenças de visão política, a “coisa” é muito mais profunda. Esse ódio é resultado de grandes perdas. Muitos perderam a vida boa, outros perderam poder e muitos perderam a oportunidade de ter vida boa.
Resumindo, não há nobreza alguma nisso. O ódio deles é proveniente de um egoísmo infinito, aliado à ganância, covardia, irracionalidade e incapacidade. Sentimentos claramente visíveis nos textos postados por eles no grupinho que insiste em alcunhar os apoiadores do atual governo de “clube da vingança”. Ora, mas se vingar de quê, já que o povo já o fez pelas urnas? Esse tipo de imbecilidade é usada por pessoas incapazes que se veem acuadas pela vida e que tentam atribuir a outros sua própria condição inferior com ofensas e disseminação do ódio de si mesmo, são dignos de pena.
Mas, há um lado positivo nisso tudo. A maioria esmagadora do povo campolimpense não deu sua anuência e nem ao menos concorda com essa onda maléfica pregada por membros do grupinho virtual.

Vamos contra atacar demonstrando o quanto amamos nossa cidade. Vamos acabar com essa onda de ódio nas redes sociais disseminando o amor, a tolerância e o direito a pensar diferente. Vamos dizer um basta ao ódio nas redes sociais!