sexta-feira, 7 de março de 2014

SIMPLESMENTE, OBRIGADO!

Meus amigos e minhas amigas, no dia 8 de março nós comemoramos mais um Dia da Mulher.  Esse dia é mais uma oportunidade para refletirmos sobre as lutas das mulheres pela igualdade sexista, mas também é um dia de celebrarmos a essencialidade delas na vida de cada um de nós e de toda a sociedade.
É claro que ainda há no que avançar. Ainda falta equidade salarial, sobram preconceitos e desrespeitos. Ainda há o que avançar com relação ao fim da violência doméstica, mesmo com a Lei Maria da Penha, como ainda há o que extinguir com relação a assédio moral e sexual. Porém, é certo que os avanços vêm acontecendo e demonstram que a direção proposta nas lutas está correta.
E como sempre prefiro “ver o copo meio cheio”, optei por ressaltar nesse dia a importância das mulheres na vida de cada um. Pois, é graças à dedicação e proteção das mães, ao companheirismo e amor das esposas e ao carinho e os mimos das avós que conseguimos construir nossa personalidade com confiança, solidez e desenvoltura.
É graças à perseverança e à atitude das mulheres do passado que hoje podemos experimentar uma participação feminina cada vez maior nas decisões que influenciam a vida de todos. Seja no campo trabalhista, na política, nos esportes, nas empresas e entidades não governamentais, passando pelas artes, cultura e educação, as mulheres ocupam cada vez mais os cargos de liderança e aplicam sua sensibilidade e versatilidade com competência, garantindo um futuro cada vez melhor a todos que ficam sob a tutela de seus instintos protetores de mães.
É por tudo isso que nesse dia da mulher não quero parabeniza-las, prefiro agradece-las, pois, indo além do óbvio, posso afirmar que sem vocês jamais seríamos o que somos e sem seus exemplos não conseguiríamos seguir a rota rumo à sociedade justa e igualitária que tanto sonhamos, muito obrigado, mulheres!